Delara Darabi, 20 anos, foi condenada à forca e aguarda há três anos o desenrolar da suprema corte iraniana. A Anistia Internacional tem apoiado as campanhas de não execução da jovem, algumas campanhas no FLICKR e no MYSPACE pedem que o caso seja revisto.