Um jovem de 21 anos de São Paulo entrou na Justiça contra a operadora de telefonia celular Tim por danos morais. Ele pede R$ 300 mil de reparação para compensar os transtornos que teve depois que, no lugar de seu nome, vieram escritos palavrões na fatura de seu telefone. O endereço usado era o correto, porém, no lugar do nome do jovem, constava a expressão “Filho da puta que pariu”. As informações são do Globo Online. Leia mais...